A gestão escolar constitui uma dimensão importantíssima
da educação, uma vez que, por meio dela, observa-se a escola
e os problemas educacionais globalmente, e se busca abranger, pela visão estratégica e de conjunto, bem como pelas ações interligadas,tal como uma rede, os problemas que, de fato, funcionam de modo interdependente.

Bem-Vindos ao meu Blog!

Gostaria de agradecer a todos os que estão visitando este Blog.

Este Blog tem a cara de Educadores que buscam inovações, que acreditam na possibilidade de uma educação melhor.

Espero que gostem e que seja útil na sua prática educativa!

Até mais!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

O PERFIL DE UM DIRETOR DE ESCOLA

O PERFIL DE UM DIRETOR DE ESCOLA
William Pereira da Silva



O perfil é a descrição de uma pessoa em traços mais ou menos rápidos. Todo mundo tem seu perfil, cada profissional tem suas característica próprias para atuar no seu campo de trabalho, neste tratado vamos mostrar como deveria ser o perfil de um diretor de escola para conseguirmos realizar um parâmetro com os diretores que atuam nas gestões das atuais diretorias das escolas que atuamos.
O gestor público, o Diretor de Escola tem de agregar um perfil profissional que lhe possibilitem várias características pessoais e funcionais dignas ao cargo trazendo para comunidade escolar qualidade no funcionamento do estabelecimento que dirige. Um bom diretor deve observar pesquisar e refletir sobre o cotidiano escolar de forma a aprimorá-lo conscientemente, compreender os fatores políticos e sociais que interferem no cotidiano escolar para promover a integração com a comunidade construindo relações de cooperação que favoreçam a formação de redes de apoio e a aprendizagem recíproca; propor e planejar ações que, voltadas para o contexto sócio-econômico e cultural do entorno escolar, incorporem as demandas e os anseios da comunidade local aos propósitos pedagógicos da escola; valorizar a gestão participativa como forma de fortalecimento institucional e de melhoria dos resultados de aprendizagem dos alunos; articular e executar as políticas educacionais, na qualidade de líder e mediador entre essas políticas e a proposta pedagógica da escola, construída no coletivo da comunidade escolar; reconhecer a importância das ações de formação continuada para o aprimoramento dos profissionais que atuam na escola, criando espaços que favoreçam o desenvolvimento dessas ações; cuidar para que as ações de formação continuada se traduzam efetivamente em contribuição ao enriquecimento da prática pedagógica em sala de aula;acompanhar e avaliar o desenvolvimento da proposta pedagógica e os indicadores de aprendizagem com vistas à melhoria do desempenho da escola, compreender os princípios e diretrizes da administração pública e incorporá-los à prática gestora no cotidiano da administração escolar.
O Diretor deverá ter competências e habilidade também para; compreender a natureza, a organização e o funcionamento da educação escolar, suas relações com o contexto histórico-social e com o desenvolvimento humano, bem como a gestão do sistema escolar, seus níveis e modalidades de ensino; apropriar-se dos fundamentos e das teorias do processo de ensino e de aprendizagem; relacionar princípios, teorias e normas legais a situações reais, interpretando e aplicando a legislação de ensino a favor da população escolar, identificar e avaliar criticamente os impactos de diretrizes e medidas educacionais, objetivando tomada de decisão, com vistas à garantia de uma educação plena; comunicar-se com clareza, em diferentes situações, com diferentes interlocutores, utilizando as linguagens e as tecnologias próprias; socializar informações e conhecimentos na busca do diálogo permanente com a comunidade intra e extra-escolar; estimular a participação dos colegiados e instituições escolares, promovendo o envolvimento e a participação efetiva de todos como fator de desenvolvimento da autonomia da escola, compreender, valorizar e implementar o trabalho coletivo, reconhecendo e respeitando as diferenças pessoais e as contribuições de todos participantes.incorporar à sua prática valores, atitudes e sentido de justiça, que possibilitem seu desenvolvimento pessoal e aprimoramento profissional, bem como do grupo que lidera; elaborar de forma participativa os planos de aplicação dos recursos físicos e financeiros, vinculados à proposta pedagógica da escola; responsabilizar-se pela administração de pessoal, de recursos materiais e financeiros e do patrimônio escolar com transparência nos procedimentos administrativos, garantindo a legalidade, a publicidade e a autenticidade das ações e dos documentos escolares; fortalecer o vínculo com a comunidade local, buscando estabelecer, com outras instituições e lideranças comunitárias, parcerias que promovam o enriquecimento do trabalho da escola e da comunidade em que ela se insere. (drhu.edunet.sp.gov.br/eventos/arquivos/Bibliografia_Diretor_2006.doc -)
Faça um comparativo do seu diretor com as características descritas avaliando seu desempenho na sua escola. Creio que são poucos que conseguem aplicar ao menos cinqüenta por cento do perfil apresentado, muitos deles não chegam a cinco por cento, alguns um por cento, olhe lá. Nós professores temos de avaliar nossa posição em relação às eleições na gestão democrática para ter a coragem e a dignidade de eleger diretores competentes capazes de elevar o nível da educação, geralmente preferimos a omissão e deixar incompetentes assumir cargos que pessoas honestas e eficientes deveriam estar ocupando, o medo e a submissão não podem mais fazer parte da educação nas escolas, ora se os professores são acomodados e indiferentes imagem como serão seus alunos e o resto da comunidade escolar.

3 comentários:

  1. ola,li o seu artigo e gostei muito,bem,eu estou fazendo um TCC em gestao queria pedir permissao para pudesse usar alguamas palavras como citacoes,e tambem colocar em minhas referncias o endereço do seu blog.

    ResponderExcluir
  2. Olá! muito bom seu blog. Objetivo.
    Peço permissão para repassar esse conhecimento aos estudantes de pedagogia.

    ResponderExcluir